terça-feira, 7 de setembro de 2010


Partiste mas deixaste bem vincada a tua marca nos nossos corações, na nossa vida, no nosso dia-a-dia. As saudades são muitas (cada vez são mais) e não passa um único dia em que não pense ou não fale em ti. Estás entranhada em mim.
O meu coração é mais rico por me teres ensinado a tua maneira simples e pura de amar. A ferida que nele se abriu quando nos deixaste nunca fechará mas continuo a sentir-te junto a mim, em mim, todos os dias.
Obrigada por continuares a olhar por mim, avó!

Foto: Keukenhof, Holanda, Abril 2009

11 comentários:

  1. Reconheço essa lembrança... nem é preciso dizer mais nada...

    ResponderEliminar
  2. Há pessoas que nos fazem muita falta. Sempre!Todos os dias!
    Mas ajuda pensar que onde estão, olham por nós, são os nossos anjos da guarda. A tua avó onde estiver, está a velar por ti.
    Beijinhos amiga sei muito bem o que sentes.

    ResponderEliminar
  3. Sim, eu sei que ela estará :)
    Mas em dias como hoje (faz 8 anos que ela nos deixou) não consigo evitar sentir um certo vazio...
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  4. Acho que é assim que as pessoas se tornam imortais...

    ResponderEliminar
  5. Sei tao bem o que é essa dor, e ainda hoje nao ha dia nenhum que nao pense nela. Mas sei que ela esta a olhar por mim,mas quando vou mais abaixo, tambem penso, que era aqui que eu precisava dela, era aqui que eu precisava do abraco dela, das palavras, das historias

    Mas depois penso que fui uma sortuda, pois tive uma avo, maravihosa e que eu tenho tantas coisas boas dela, dentro de mim

    Compreendo-te perfeitamente.

    Beijocas Linda e muita Forca

    ResponderEliminar
  6. @ Catsone,
    Sem dúvida! Continuam vivas em nós!

    @ Carla,
    Eu também sou uma sortuda por ter sido tão mimada pela minha avó. E lido muito bem com a partida dela apesar das imensas saudades. Mas há dias, como hoje, em que a tristeza aperta um pouquinho :(
    Bjs

    ResponderEliminar
  7. Também mando um beijinho à avó que tantas saudades deixou.

    ResponderEliminar
  8. Acho que a nossa geração teve imensa sorte, pois todas elas estiveram lá para nós,para nos mimar e passar o seu saber. Tenho imensa pena que a minha filhota não possa ter a mesma experiência, pois ambas as avós (bem como restante familia) estão longe. :(

    ResponderEliminar
  9. É verdade, quase todas as minhas amigas de infância tinham as avós por perto. Hoje é mais difícil até porque muitas avós ainda trabalham e no nosso caso específico a distância é um grande obstáculo :(
    Mas presumo que a intensidade das visitas deva ser muito especial por isso mesmo ;)

    Bjs

    ResponderEliminar