domingo, 29 de novembro de 2009

"A febre de Sábado"


Porque quando chegar aos setenta quero estar assim ;-)

Bom Fim-de-Semana!!!

sexta-feira, 27 de novembro de 2009

International Documentary Film Festival Amsterdam

Esta semana decorre o IDFA. O ano passado tentei ir mas surgiu qualquer coisa (já não me lembro o quê...) que me impediu. Desta vez, a S., a M. e eu marcámos a data com antecedência, comprámos os bilhetes e lá vamos nós ver estes dois documentários:




Parecem-me super interessantes e uma boa escolha para a minha estreia ;-) Depois conto se corresponderam às expectativas. Agora vou-me despachar pois a S. e eu combinámos ir visitar uns pubs antes... Até já!

Tons de Inverno

Lá fora chove e faz muito vento. As decorações de Natal começam a surgir, aos poucos, por todo o lado. Por isso decidi mudar a cara ao meu cantinho. Algo mais quentinho e cozy para a época ;-)
Gostam?!

segunda-feira, 23 de novembro de 2009

"What did you see?"


Eis como se passa um Domingo deprimente, cheio de chuva e vento... Flash Forward, mais uma série de eleição!
V., obrigada pela dica ;-p

sábado, 21 de novembro de 2009

"A febre de Sábado"


E porque me soube a pouco... queria cantar, abanar-me na cadeira e dançar na sala de cinema ;-)

Bom Fim-de-Semana!!!

sexta-feira, 20 de novembro de 2009

Follow the leader...


O quatro patas cá de casa anda exausto. É que o dono decidiu inscrever-se numa prova de corrida (13 kms) com obstáculos a decorrer em Janeiro. E para que não lhe dê uma coisinha má no dia da prova eis que tem de treinar. Mas como não quer treinar sozinho decide levar o cão para correr.
Ora o Mozart não é muito bom em corrida, ele é mais andar e brincar. Chega a casa todo o roto e olha para mim com uma cara de "Porquê?! Que mal fiz eu para ter de levar com este corredor amador?!".
Eu retribuo o olhar com ar de "Muita sorte tens tu de não seres arrastado pelas lojas de desporto em busca dos ténis perfeitos (qualidade/preço)! É que o gajo não se decide!"
E enquanto um vai para o duche o outro esconde-se debaixo da mesa a arfar ;-p E eu entretenho-me a ver uma ou outra série, navegar na net, ou a ler um livro. É que lá fora está frio e negro com breu ;-p

quinta-feira, 19 de novembro de 2009

Soltar lágrimas, limpar a alma...

Andava a resistir ver este filme pois já sabia que ia esgotar o stock de kleenex cá em casa ;-)
Mas embora seja uma história triste e nos faça chorar tem também um lado humano muito bonito. E é por isso que eu não me importo de chorar que nem uma madalena arrependida e sair das salas de cinema com os olhos inchados, vermelhos e a minha tez branca às manchas. (Sim quando choro pareço uma salsicha do talho, fico toda às manchas vermelhas e brancas, ah ah ah ah...)
O amor de uma família, os desafios do destino e a luta incansável de quem quer "salvar" os seus. Para quem não tem medo de soltar umas lágrimas aqui e ali ;-p

Outras alturas há em que o que apetece num dia frio de Inverno é uma comédia romântica sobre a qual não temos muito que pensar. Just sit back and relax! Pois, fui enganada!
Os sacanas do póster e do título não me avisaram de que iria precisar dos meus fiéis lenços de papel! Pois que sim, que é uma história de amor... mas é também uma história de perdas e da luta por encontrar de novo a vontade de sorrir após o luto.
Não estamos sozinhos na nossa dor e podemos partilhá-la com quem sente de forma semelhante. Os nossos corações quebram-se de igual forma e precisamos de ajuda para colar todos os pedacinhos e podermos voltar a colocá-lo à prova.
Porque não há nada mais triste do que ter medo de amar e ser amado!

E para fechar em grande este post lamechas aqui vos deixo um trailer que me deixou, também ele, de lagriminha no olho. O Homer e eu olhámos um para o outro e começámos a rir, se isto é assim só de ver a apresentação que fará ao vermos o filme ;-p


segunda-feira, 16 de novembro de 2009

"Cinco razões para não usar preservativo"


É uma mensagem nua e crua, uma visão dura da realidade e das consequências de não usar o preservativo. O preço altíssimo das desculpas esfarrapadas que por uns momentos de prazer podem roubar uma vida.
A prevenção é a nossa arma.

Muito bom!

domingo, 15 de novembro de 2009

Um Tudo ou Nada

Já não sei bem como que descobri este blog mas decidi aceitar o desafio proposto a todos os leitores. Todos os meses é elegido um tema e sob ele o desafio é escrever um conto, postar uma notícia, uma foto, uma música... o que a criatividade de cada um permitir ;-p
Desde os tempos de faculdade que adoro escrever sobre um qualquer tema ou palavra. As primeiras palavras surgem, deixo-as fluir e em minutos tenho um texto que embora fictício transparece inevitavelmente muito de mim...

Espero que gostem:


Acusaste-me de apenas ver o mundo a Preto e Branco. De não entender as tuas escalas de cinzento. E eu senti-me magoada, ofendida e incompreendida.

Não há cinzentos em relação ao amor que sinto por ti, não há cinzentos em querer estar contigo, não há cinzentos na escolha de largar tudo e partir contigo rumo a uma nova vida. Como poderá haver?

Cinzentos são a desculpa esfarrapada dos cobardes, daqueles que não têm a capacidade de assumir um preto ou um branco. E defendê-lo.


Serei irascível por querer que o nosso amor seja um Tudo? Ou serás tu um fraco por não teres a capacidade de assumi-lo?


Poderá um cinzento proteger o teu coração da dor, da desilusão, do amor? Esconder-te por detrás das sombras daquilo que é pleno e que temes.


Eu posso não compreender as tuas escalas de cinzento mas tu também não compreendes a plenitude do meu Branco e do meu Preto. Aquilo que eu anseio poder alcançar contigo.


Enquanto continuas preso nas tuas nuances de cor não permites o desabrochar do sentimento, do ser, da alma. Ver crescer aquilo que é mais forte do que nós e que nunca poderemos conter: o supremo e infindável Preto e Branco.


Sei que não é fácil viver assim de paixões. O preço é alto e damos tanto de nós que é assustador olhar para o que ainda resta. Mas viver a vida a cinza nunca me poderá trazer felicidade pois tudo serão cedências e meios-termos.

Para mim será sempre um Tudo ou Nada. Rasgando o peito de tudo o que é mas não é. Fugindo do confortável em busca do mais completo de mim.


sábado, 14 de novembro de 2009

"A febre de Sábado"


Porque se corremos o mundo inteiro e não encontramos o que queremos devemos estar a procurar no sítio errado...

Bom Fim-de-Semana!!!

sexta-feira, 13 de novembro de 2009

Pessimismo, realismo...

... ou humor?!

quarta-feira, 11 de novembro de 2009

Magusto

Que saudades de umas castanhas assadas! Do cheirinho que se sente por Lisboa fora à saída de cada estação de metro :)

Mr. Depression and Mr. Loneliness

They come upon me all silent and menacing like Pinkerton Detectives, and they flank me - Depression on my left, Loneliness on my right. They don´t need to show me their badges. I know these guys very well. We´ve been playing a cat-and-mouse game for years now. Though I admit that I am surprised to meet them in this elegant Italian garden at dusk. This is no place they belong.
I say to them, "How did you find me here? Who told you I had come to Rome?"
Depression, always the wise guy, says, "What - you´re not happy to see us?"
"Go away," I tell him.
Loneliness, the more sensitive cop, says, "I´m sorry, ma´am. But I might have to tail you the whole time you´re traveling. It´s my assignment."
"I´d really rather you didn´t," I tell him, and he shrugs almost apologetically, but only moves closer.
Then they frisk me. They empty my pockets of any joy I had been carrying there. Depression even confiscates my identity; but he always does that. Then Loneliness starts interrogating me, which I dread because it always goes on for hours. He´s polite but relentless, and he always trips me eventually. He asks if I have any reason to be happy that I know of. He asks....
.....
I walk back home, hoping to shake them, but they keep following me, these two goons. Depression has a firm hand on my shoulder and Loneliness harangues me with his interrogation. I don´t even bother eating dinner; I don´t want them watching me. I don´t want to let them up the stairs to my apartment, either, but I know Depression, and he´s got a billy club, so there´s no stopping him from coming in if he decides that he wants to.
"It´s not fair for you to come here," I tell Depression. "I paid you off already. I served my time back in New York."
But he just gives me that dark smile, settles into my favorite chair, puts his feet on my table and lights a cigar, filling the place with his awful smoke. Loneliness watches and sighs, then climbs into my bed and pulls the covers over himself, fully dressed, shoes and all. He´s going to make me sleep with him again tonight, I just know it.

in, Eat, Pray, Love - Elizabeth Gilbert

Há certos "valentões" que nos perseguem insistentemente e dos quais
dificilmente nos conseguimos livrar. Quando menos se espera, lá estão
eles ao virar da esquina prontos para nos raptar de novo. E por mais que
lutemos há sempre uma parte de nós que se rende à sua força, à sua
implacabilidade, aos seus terríveis encantos...
É uma luta desleal que parece não ter fim... E uma vez estabelecida a
ligação, não podemos esperar que nos esqueçam, pois estarão sempre à
nossa espera. É essa a sua função, é essa a energia que os mantém
vivos...

segunda-feira, 9 de novembro de 2009

Dois lobos


Um velho índio partilhava os seus ensinamentos sobre a vida com o seu neto. "Dentro de mim há uma batalha em curso." disse ao menino.
"É uma luta terrível entre dois lobos. Um lobo é mau - vive de raiva, inveja, ganância, arrogância, culpa, ressentimento, mentiras, orgulho falso, superioridade e ego. O outro lobo é bom - ele é alegria, paz, amor, esperança, serenidade, humildade, bondade, generosidade e compaixão. A mesma feroz batalha existe dentro de ti - e o mesmo se passa com cada um."
O neto pensou por alguns instantes, e perguntou ao avô: "Qual o lobo que vai ganhar a batalha?"
O velho sorriu e respondeu: "Aquele que tu alimentares."

Mais uma daqui.

domingo, 8 de novembro de 2009

The Visitors are back!

Lembram-se da mini série V - Batalha Final?! Uns lagartos extraterrestres que se faziam passar por humanos e que queriam dominar a Terra.
Eu não via muita televisão quando era pequena (demasiado irrequieta para me sentar sossegada em frente a um ecrã!) mas lembro-me que na altura todas as minhas amigas e colegas da escola andavam ao rubro com esta série. Por isso, acabei também por seguir a série, se bem que já não me lembro de muitos detalhes...

E não é que eles estão de volta?! Um remake que fez o Homer salivar ;-p
Já vimos o primeiro episódio e apesar de eu odiar filmes e séries com aliens até achei interessante recordar estas lagartixas, lol
(Um programa simpático para um serão de Inverno enquanto lá fora chove a potes e faz um frio do caraças!)

Aqui vos deixo um gostinho:


"A febre de Sábado"


E um grande viva ao youtube que me deixa conhecer os novos hits, novidades e programas de Portugal. E a todas as novas tecnologias fazem com que a distância seja tão menor :)

Bom Fim-de-Semana!!!

sexta-feira, 6 de novembro de 2009

E quem é que não gosta de um bom gelado?!

video

Nada melhor do que uma gargalhada para começar o fim-de-semana ;-p

quinta-feira, 5 de novembro de 2009

A amizade não segue convenções sociais...



Quantas vezes nós, humanos, podemos aprender grandes lições de vida com os animais?! É que para eles a amizade é algo simples, desinteressado, sem críticas ou reservas... Algo intuído, que comanda o coração e a acção de modo a cuidar, em primeiro lugar, do Amigo...

quarta-feira, 4 de novembro de 2009

Quando não há luz ao fundo do túnel...

Aqui há uns tempos apanhei um valente susto ao volante. Estava um dia de sol (raro por aqui ;-p) e eu vinha toda contente a curtir um bom som que passave na rádio quando cheguei ao Beneluxtunnel. Este túnel, perto de Roterdão, passa por debaixo de água logo quando se entra começa-se naturalmente a descer.
Ora eu vinha já um pouco encadeada com o sol e ao entrar no escuro sente-se sempre uma diferença. Mas que diferença! É que por algum motivo as luzes do túnel estavam todas apagadas! E à minha frente só negro como breu!
Os médios do meu carro não alumiavam muito pelo que tive que me seguir pelas luzes traseiras dos outros carros ao longe... Foi um cagaço e pêras! Principalmente, para quem como eu sofre de claustrofobia...
O mais cómico é que eu ia com um amigo no carro que também em pânico me tentava transmitir calma e dizia: "Estás a ir bem! Continua..." Claro, como se parar fosse uma opção, LOL

Agora lembro-me desta situação e dá-me vontade de rir mas na altura os meus batimentos cardíacos dispararam à velocidade de um foguete ;-))

terça-feira, 3 de novembro de 2009

Os portões do céu e o do inferno...

De mês e meio em mês e meio lá vou eu à tabacaria comprar a revista Happinez. Adoro! Tem artigos interessantíssimos, fotos fantásticas e muitas dicas úteis. Tudo numa onda de desenvolvimento pessoal e espiritual.
Este ano eles lançaram um livro muito bonito com fábulas e contos, cuja moral nos faz sempre reflectir sobre a nossa própria vida e conduta. Como o livro é em holandês, vou traduzir aqui alguns textos :)

Um samurai veio visitar um mestre zen para que este lhe desse instrução religiosa. Pretendia, acima de tudo, saber como encontrar o céu e o inferno. O mestre respondeu-lhe: "Como é que posso explicar algo tão complicado a alguém tão burro?"
O samurai, que nunca antes fora tão ofendido, agarrou - apesar de muitos anos de prática da santa indiferença - na sua espada. Quando metade da espada já estava fora da sua bainha, ouviu a voz do mestre zen baixinho: "Esta é a abertura dos portões do inferno".
Envergonhado, tombou a cabeça e voltou a guardar a espada na sua bainha. De novo ouviu a voz: "Esta é a abertura dos portões do céu".

Porque é que o frango atravessou a rua?!


Depois de duas horas e meia a traduzir o meu CV (é longo...) para holandês (trabalhos de casa prácticos e úteis!) nada como algo leve para me fazer rir... Aqui vos deixo:


Professora Primária: "Porque o frango queria chegar ao outro lado da rua."

Criança: "Porque sim."

Platão: "Porque queria alcançar o Bem."

Aristóteles: "Porque é da natureza do frango atravessar a rua."

Descartes: "O frango pensou antes de atravessar a rua, logo, existe."

Rousseau: "O frango por natureza é bom; a sociedade é que o corrompe e o leva atravessar a rua."

Freud: "A preocupação com o facto de o frango ter atravessado a rua é um sintoma de insegurança sexual."

Darwin: "Ao longo dos tempos, os frangos vêm sendo seleccionados de forma natural, de modo que, actualmente, a sua evolução genética fê-los dotados da capacidade de atravessar a rua."

Einstein: "Se o frango atravessou a rua ou se a rua se moveu em direcção ao frango, depende do ponto de vista... Tudo é relativo."

Martin Luther King: "Eu tive um sonho. Vi um mundo no qual todos os frangos livres podem atravessar a rua sem que sejam questionados os seus motivos. O frango sonhou."

George W. Bush: "Sabemos que o frango atravessou a rua para poder dispor do seu arsenal de armas de destruição maciça. Por isso tivemos de eliminar o frango."

Cavaco Silva: "Porque é que atravessou a rua, não é importante. O que o país precisa de saber é que, comigo, o frango vai dispor de uma conjuntura favorável. Não colocarei entraves para o frango atravessar a rua."

José Sócrates: "O meu governo foi o que construiu mais passadeiras para frangos. Quando for reeleito, vou construir galinheiros de cada lado da rua para os frangos não terem de a atravessar."

Mário Soares: "Já disse ao frango para desistir de atravessar a rua! Eu é que vou atravessar! Não vou desistir porque sei que os portugueses querem que eu atravesse outra vez a rua!!!"

Manuel Alegre: "O frango é livre, é lindo, uma coisa assim... com penas! Ele atravessou, atravessa e atravessará a rua, porque o vento cala a desgraça, o vento nada lhe diz!"

Jerónimo de Sousa: "A culpa é das elites dominantes, imperialistas e burguesas que pretendem dominar os frangos, usurpar os seus direitos e aniquilar a sua capacidade de atravessar a rua, na conquista de um mundo socialista melhor e mais justo!"

Francisco Louçã: "Porque é preciso dizer olhos nos olhos que só por uma questão racista o frango necessita de atravessar a rua para o outro lado. É uma mesquinhice obrigar o frango a atravessar a rua!"

Valentim Loureiro: "Desafio alguém a provar que o frango atravessou a rua. É mentira...!!! É tudo mentira!!!"

Paulo Bento: "O frango atravessou a rua com naturalidade... Era isso que esperávamos e foi isso que aconteceu, com muita naturalidade. O frango ainda é muito jovem e estas coisas pagam-se caro, com naturalidade!!!"

Zézé Camarinha: "Porque foi ao engate! É um verdadeiro macho, viu uma franga "camone" do outro lado da rua e já se sabe, não perdoou!!!"

Lili Caneças: "Porque se queria juntar aos outros mamíferos."

segunda-feira, 2 de novembro de 2009

Mozart apaixona-se

Meet Petzi!


A Andorinha foi passar o fim-de-semana a terras lusas e confiou-nos a sua princesinha. A Petzi é uma cachorra linda, meiga, brincalhona e que rapidamente nos rouba o coração :)



E o Mozart não ficou indiferente aos seus encantos ;-p
Ele é seis meses mais velho.... e 40 quilos mais pesado... Mas o amor não escolhe raças, LOL


A brincadeira tem sido tanta, mas tanta, que temos de os separar de vez em quando para que possam descansar... e dormir...


Pois quando tentam fazê-lo juntos há sempre um que vai provocar o outro e vice-versa ;-p


Mas o que eles gostam mesmo é de estar pertinho um do outro! E eu em vez de uma sombra, tenho agora três, pois eles seguem-me para todo o lado :)